Confira 3 tendências de consumo para 2022

Mesmo com o aumento de preços, a redução de restrições de convivência impostas pela pandemia tem estimulado consumidores brasileiros e o varejo volta a crescer no país.

De acordo com uma pesquisa realizada pela KPMG, consultora de consumo e varejo do Brasil, a maior tendência de consumo para 2022 será a experiência do cliente e a adequação de serviços a um novo consumidor pós-pandemia.

A transformação tecnológica e o aumento constante de preocupações com a segurança digital e de dados são um dos maiores princípios das novas tendências que visam otimizar a satisfação de clientes por meio da rapidez e da assertividade.

Saiba mais sobre as tendências observadas:

Empresas buscam melhorar seus serviços de entrega

Grandes marcas como o Mercado Livre já investem fortemente na especialização de entregas para atrair consumidores. Nesta plataforma, há quem compre pela internet e receba as compras em três dias.

Enquanto grandes nomes no mercado solicitam até 30 dias úteis para entregar produtos, empresas menores conquistam clientes por meio da entrega mais rápida. O segredo? Estoque e estratégia de transporte.

Segurança de dados já é uma narrativa de venda

E essa tendência veio para ficar. Com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), além da obrigatoriedade do cumprimento de normas para a proteção de dados de usuários, ainda há uma forte narrativa de venda por trás da implementação de redes mais seguras. Quem nunca entrou em um site e leu sobre a política super vantajosa dos cookies, não é?

Você já ouviu sobre omnicanalidade?

O termo parece novo, mas, o conceito por trás dele fica cada vez mais comum.

A ominicanalidade é uma grande tendência: por ela, você pode entender a integração de uma empresa. Aquela habilidade bem necessária de garantir que o consumidor comece seu contato por um determinado e possa continuá-lo assertivamente por outro.

Aproveite as tendências e consuma com consciência.